Menu

Escrita do LP

Outros

Painel controlo

  • Email:
  • Palavra-passe:
  • Lembrar dados
  • Ir administraçào


Tália

Poetas

Amigos

Suicídio | 23Mai2007 00:00:00


Publicado por: Vera Silva
A voz que me dói na alma,
E me aperta e esmaga o peito,
É vazia, sem coração.
E com uma enorme calma
A cama onde durmo ajeito
E me deito, em solidão...
As memórias são o que tenho
Ainda, e tão cheias de vida,
Mas completamente sem esperança.
E o suicídio a que venho
Esta noite assim esquecida,
Sem lua e sem bonança.
Aponto a arma carregada
À cabeça, e sem chorar.
Sinto já algum alívio e tremor...

Pobre mulher desprezada
Tanto querias amar
E não descobriste o amor...
 

Partilhar:


Para poder comentar necessita de iniciar sessào.

Procura

Mais comentados

Não existem artigos comentados

Calendário

D S T Q Q S S
   01 02 03 04 05
06 07 08 09 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31

Feeds